top of page

Homem que matou ex-mulher no interior da Bahia é condenado a 27 anos de prisão e multa de R$ 150 mil



Acusado de ter matado a ex-companheira no povoado de Bonsucesso, em Mairi, município da Bacia do Jacuípe, Erivaldo de Jesus Souza foi condenado a 27 anos de prisão em regime fechado por feminicídio. O crime foi qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima.



A decisão foi tomada pelo Tribunal do Júri na última terça-feira (15) e também determinou que ele pague uma multa de R$ 150 mil por danos morais a todos os herdeiros da vítima, Luciene Maria da Silva. O réu já está preso preventivamente.



O CRIME


A denúncia do promotor Hugo César Fidélis de Araújo, que também foi responsável pela sustentação oral no Júri, conta que no dia 8 de novembro de 2020, por volta de 22h, no povoado de Bonsucesso, Erivaldo espancou e estrangulou Luciene, que era sua ex-companheira, enquanto ela estava no banho.



De acordo com a denúncia, a vítima e o réu mantiveram um relacionamento “bastante conturbado, marcado por inúmeras violências praticadas por ele contra ela”. O motivo do feminicídio teria sido o rompimento da relação por parte da vítima e o ciúme do ré, que não aceitava o término do relacionamento.

13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page