Homem que esquartejou esposa não se mostrou constrangido ou arrependido, diz delegado




Assuero Severo dos Santos, 40 anos, confessou ter assassinado e esquartejado sua esposa (veja aqui). De acordo com o delegado que acompanhou o depoimento do rapaz, Assuero não se mostrou arrependido ou constrangido pelo crime. "Foram muitos detalhes, um interrogatório extenso. Em quase 21 anos de profissão, eu nunca vi uma pessoa tão fria", contou Gustavo Tortorelli. O rapaz, na noite de natal, esfaqueou sua esposa e colocou o corpo numa mala, descartando em mata de São Paulo. O crime ocorreu na presença de uma das filhas do casal. Em entrevista ao G1, o delegado informou que Assuero mentiu para amigos e familiares da vítima, quando ela ainda era considerada desaparecida. "Depois do sumiço da vítima, os parentes e amigos começaram a ligar para ele [Assuero], mandar mensagem, e ele disse que ela [a vítima] havia fugido com um amante para o estado do Paraná. Ele mentiu, dizendo que havia registrado uma ocorrência de desaparecimento, que ele não chegou a fazer", contou. Câmeras de segurança flagraram o homem andando na rua com os restos mortais da vítima, em uma bagagem de mão. Depois do crime, ele voltou para a Bahia, para a cidade de Tremedal, onde o casal nasceu.

108 visualizações0 comentário