Ilhéus: mulher que levou coronhada de PM presta declarações na 69ª CIPM



A vendedora de acarajé Talita Souza Santos, de 27 anos, prestou declarações na sede da 69ª CIPM, nesta segunda-feira (27), sobre as agressões sofridas por um policial militar, na noite do último sábado (25), no seu ambiente de trabalho, na Praça da Barra de Itaípe, zona norte de Ilhéus. A mulher ainda com a marca da coronhada na cabeça e com o sistema psicológico bastante abalado, relatou o fato ao Tenente Erinaldo Rodrigues Dantas e a Sargento Carla Bispo Duarte, para posteriormente, ser aberto o PAD (Processo Administrativo Disciplinar), diante da conduta adversa do servidor público. Talita recebeu apoio dos mais diversos segmentos ligados ao movimento feminista, do Colégio Estadual Paulo Américo, onde também trabalha, além da solidariedade que comoveu os cidadãos nas redes sociais, que repudiaram tal atitude e pediram justiça, para coibir que outras mulheres passem a ser vítimas da violência voraz.

39 visualizações0 comentário