top of page

Indígena Pataxó é encontrado morto cerca de um mês após desaparecer


Um jovem indígena da etnia Pataxó foi encontrado morto, em estado avançado de decomposição, cerca de um mês após desaparecer entre duas aldeias da cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia. Nesta segunda-feira (17), o caso é investigado pela polícia.


O corpo de Carlone Gonçalves da Silva, de 26 anos, foi encontrado na última quinta-feira (13). No dia 21 de setembro, ele saiu com um amigo da aldeia Boca da Mata, em direção à aldeia Cassiana, para fazer compras em uma mercearia. Quando os dois jovens retornavam para casa, a moto em que eles estavam quebrou no caminho.


O amigo de Carlone então saiu para pedir ajuda. Quando voltou com o reforço, o jovem e a moto já não estavam mais no local. Desde então, familiares e amigos passaram a procurar Carlone e o caso foi registrado em delegacia. O corpo do jovem foi achado por funcionários de empresas que trabalham com coleta de sementes, junto com pertences dele.


Carlone foi reconhecido por familiares, no Instituto Médico Legal (IML). Por causa do estado avançado de decomposição do corpo, a polícia ainda não informou as causas da morte. O sepultamento da vítima foi na última sexta-feira (14). Familiares devem prestar depoimento nesta segunda. *Com informações do G1

52 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page