top of page

Mulher foi esfaqueada, enrolada em tapete e queimada em Salvador




Larissa Bonfim Rodrigues, de 30 anos, morta na segunda-feira (27), na casa onde morava, na Vila São Cosme, no Ogunjá, em Salvador, foi o segundo feminicídio registrado na cidade neste ano. O primeiro aconteceu no último dia 20 de março, em São Cristóvão.

Nas primeiras horas da manhã desta quarta (29), policiais estiveram cumprindo mandados de busca e apreensão na casa dos pais do principal suspeito de matar Larissa: o namorado dela. O nome dele não foi informado pela Polícia Civil, mas o BNews apurou que trata-se de um homem de 36 anos de prenome Robson.


Ele não tem uma profissão definida e morava com os pais, na região do Dique Pequeno, no Engenho Velho de Brotas. A última vez que o suspeito foi visto foi no dia do crime, deixando o imóvel de Larissa, pouco tempo antes dela ser encontrada morta, com ferimentos provocados por golpes de faca e enrolada em um tapete, que estava em chamas.


83 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page