top of page

Delegado afirma que cantor sertanejo foi morto por engano: "Assassinaram um inocente"


O delegado Ricardo Cunha, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) do Amazonas, afirmou que o cantor sertanejo Igor Moreira, de 29 anos, assassinado com mais de 20 tiros no dia 4 de janeiro, foi morto por engano.


Dois homens foram presos suspeitos de envolvimento no crime contra o cantor sertanejo



"Os indivíduos que prendemos informaram que foram contratados para fazer essa missão. Eles contaram que não sabiam quem era o alvo, mas que tinham a missão de matá-lo. No entanto, eles foram avisados que mataram a pessoa errada. Era para matar defeseto de facção rival, mas assassinaram uma pessoa inocente", disse o delegado:



"Ele [Igor] era claramente inocente, sem passagem pela polícia, sem envolvimento com o tráfico de drogas ou com agiotagem".


Segundo o delegado Ricardo Antony, que comandou a prisão dos suspeitos, o primeiro homem a ser detido teria recebido a ordem para matar Igor, e foi o responsável por contratar os outros dois criminosos que participaram da ação

12 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page