Varíola dos macacos tem “risco iminente” de chegar ao Brasil, diz virologista




O surgimento de casos de varíola dos macacos acendeu um alerta nos cientistas brasileiros. A doença, que provoca formação de bolhas pelo corpo, tem se espalhado pelo mundo e há risco de chegar ao Brasil. O que mais chama atenção é que já chegamos à maior quantidade de casos registrados fora da África, o que indica que está ocorrendo uma cadeia de transmissão fora do esperado. De acordo com o Uol, sete cientistas da Câmara Técnica Temporária, coordenada pela RedeVírus do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), já trabalham para montar um plano e garantir que a rede de saúde do Brasil terá condições de atender aos primeiros casos que vierem a surgir no Brasil. Um desses profissionais, a virologista Giliane Trindade, garante que há condições de detectar esse vírus, então, por enquanto, não há motivo para pânico. Ela explica ainda que o perfil de disseminação desse vírus, já detectado em países da Europa, Estados Unidos, Canadá e Israel está sendo estudado, e que existe um risco iminente da chegada dele ao Brasil. Até a noite de sexta-feira (20), havia 143 casos notificados, entre suspeitos e confirmados. A maior parte deles está em Portugal, Espanha e Reino Unido, tendo também registros em Israel, Austrália e Estados Unidos. Além disso, a Alemanha anunciou ontem seu primeiro caso da varíola dos macacos, que afetou um brasileiro que mora no país.

68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo