top of page

Morte de empresário em Lauro de Freitas pode ter sido queima de arquivo, aponta delegado


A execução do empresário Ivan Freitas, morto na última sexta-feira (4), em Villas do Atlântico, em Lauro de Freitas, está sendo investigada pela Polícia Civil e já demonstra alguns sinais misteriosos. Há uma suspeita de que ele era sócio de policiais, versão que ainda não foi confirmada pela polícia e até mesmo de dívida, fato negado pela esposa da vítima.


O delegado Adailton Adan, responsável pelo caso, contou que as investigações estão em curso e que algumas vertentes serão levadas em consideração. Adan afirmou, em entrevista ao Balanço Geral da Record Tv Itapoan, que o crime é tipificado como extorsão mediante sequestro seguido de morte e que a polícia está investigando tudo para entender a dinâmica da ocorrência.

17 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page