Testemunha-chave de morte de empresário, homem é encontrado morto em Jaguaripe



A justiça decretou a prisão preventiva de Shirley Figueiredo, viúva do empresário Leandro Silva Troesch, morto por disparos de fogo no dia 25 de fevereiro (saiba mais). Shirley é uma das principais suspeitas do crime. O empresário era proprietário da Pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe. Shirley Figueiredo cumpria prisão domiciliar em decorrência do crime de sequestro em 2001. Porém, ela foi intimada para prestar depoimento sobre o caso da morte do ex-marido e não foi encontrada. Por isso, é considerada foragida. Segundo o Blog do Valente, nesta segunda-feira (7) surgiu um novo desdobramento do caso: um funcionário da pousada foi encontrado morto no estabelecimento. De acordo com a Polícia Civil, o homem era amigo de Leandro e considerado uma testemunha chave para a investigação

23 visualizações0 comentário