top of page

Primeiro dia de provas do Concurso da Prefeitura de Itabuna gera polêmica após denúncias


O tão aguardado concurso da Prefeitura de Itabuna continua dando o que falar. Depois dos contratempos envolvendo o edital, que sofreu atualizações, após impugnação do Ministério Público, agora surgiram denúncias de irregularidades relacionadas, principalmente, ao primeiro dia de provas, realizadas no último domingo (03).


Um vídeo que viralizou nas redes sociais mostra alguns candidatos reclamando da forma como o pacote contendo as provas chegou até a sala. Um dos denunciantes alerta que o envelope com as provas já chegou com o lacre aberto, gerando um clima de desconfiança no ambiente.



Uma fiscal foi questionada pelo grupo e disse que o pacote havia sido aberto, por engano, em outra sala. Mas esse não é o único episódio “estranho” relatado pelos candidatos. Eles denunciam, ainda, que um grupo tirou “selfie” já dentro da sala. No entanto, o edital do certame é claro quando fala sobre a proibição do uso de celulares dentro do local da prova.


“Eles entregaram o gabarito na entrada da sala. Eu nunca vi isso, entregar gabarito antes de começar a prova”.

O segundo erro apontado pelo candidato entrevistado por nossa reportagem foi com relação ao malote de provas. “O malote foi entregue em uma sala, a minha era 306, eu sei que foi entregue errado. A pessoa abriu o malote em outra sala sem ter verificado. Quando a pessoa descobriu, mandou o envelope já aberto. A fiscal da sala 306 recebeu o malote violado, não informou nada a ninguém. Aí falou: ‘gente, vamos iniciar, que eu vou começar a distribuir as provas’. As pessoas que estavam na sala perceberam o malote aberto. Eram 80 candidatos nesse local. Nesse momento, começou o tumulto e o povo começou a filmar”, relatou o homem.



Segundo ele, por conta desse tumulto, houve um atraso em mais de uma hora para o início da aplicação da prova. Ele contou que a prova só foi realizada, porque a maioria dos candidatos concordou em fazer.


Revoltados, os denunciantes afirmaram que irão acionar o Ministério Público para investigar as supostas irregularidades.




Objetiva


O concurso da Prefeitura de Itabuna está sob a responsabilidade da empresa Objetiva, alvo de denúncias em outros estados do país. A empresa, inclusive, responde por fraude à licitação para a realização de concurso público em cidades do Rio Grande do Sul.


Segundo matéria pública pelo site gaúcho GZH em junho desse ano, o Ministério Público chegou a deflagrar uma operação em Porto Alegre e em Nova Prata, na Serra, para combater fraudes em pelo menos oito concursos públicos de seis municípios gaúchos, todos realizados pela Objetiva. Fonte: Verdinho Itabuna

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page