PF deflagra ação contra acusado de fraudar Auxílio Emergencial



Policiais federais cumprem na manhã desta sexta-feira (28) um mandado de busca e apreensão em Santa Maria da Vitória, no Oeste baiano. A operação, denominada Sly, combate fraudes no pagamento de Auxílio Emergencial. Segundo a Polícia Federal (PF), o alvo da operação é acusado de cadastrar sete contas em nome de terceiros para receber o benefício de forma fraudulenta. Depois, ele transferia imediatamente os valores depositados em contas vinculadas ao Mercado Pago em nome de outras contas digitais [pelo menos oito contas identificadas]. O prejuízo foi estimado em R$ 80 mil. O investigado também teve o sigilo de dados quebrado. Ainda segundo a PF, a investigação começou em 2021 e resulta da Estratégia Integrada contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE). O objetivo da ação é racionalizar os procedimentos de apuração criminal sobre a temática, com foco na atuação de grupos, associações ou organizações criminosas e a desarticulação de fraudes estruturadas. O acusado responderá pela prática do crime de furto qualificado mediante fraude. O nome da operação, Sly, vem do inglês e se refere a fraudadores e golpistas. Participam dos trabalhos a Polícia Federal, o Ministério Público Federal (MPF) o Ministério da Cidadania (MCid), a CAIXA, a Receita Federal (RF), a Controladoria Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU). Os mandados foram autorizados pela Justiça Federal.

12 visualizações0 comentário