Padrasto investigado por espancar menino de 2 anos, que morreu na Bahia, é liberado





O padrasto do menino Adrian Benjamin Santana, que foi encontrado morto aos 02 anos de idade, dentro de uma casa no bairro Caji, em Lauro de Freitas, se apresentou à polícia nesta quarta-feira (09). Ele foi ouvido e liberado.

O investigado, identificado apenas como Tiago, se apresentou na sede da Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Santo Amaro, no Recôncavo Baiano. A Polícia Civil não divulgou detalhes sobre o depoimento dele, mas informou que ele está à disposição, caso precise ser ouvido novamente.

A mãe da vítima afirmou que o suspeito espancou o garoto antes da criança morrer. O corpo de Adrian deverá ser enterrado na tarde desta quarta-feira (9), no Cemitério Municipal de Areia Branca.

O pequeno Adrian Benjamim foi encontrado morto dentro de casa, depois que a bisavó dele acionou a Polícia Militar, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, na noite de segunda-feira (7).

22 visualizações0 comentário