top of page

Ministério Público da Espanha se posiciona contra a liberdade provisória de Daniel Alves


O Ministério Público da Espanha se posicionou contra a liberdade provisória de Daniel Alves. O lateral-direito é acusado de estupro por uma jovem de 23 anos. O episódio teria ocorrido em uma casa noturna de Barcelona, no dia 30 de dezembro.



O baiano está preso desde o dia 20 de janeiro. Segundo informações da imprensa da Espanha nesta segunda-feira (6), o Ministério Público do país tem posição semelhante à da juíza Maria Concepción Canton Martín, do Juizado de Instrução 15 de Barcelona, responsável pelo caso. O órgão entende haver indícios de que o jogador cometeu o o crime.



A defesa de Daniel Alves apresentou o recurso com o pedido de liberdade provisória no dia 30 de janeiro. Nos próximos dias, a Justiça local receberá as alegações dos advogados da suposta vítima acerca do pedido.



Caso seja considerado culpado no decorrer das investigações, Daniel pode pegar uma pena de até 12 anos de prisão.



41 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page