top of page

Mãe assume ter matado as filhas envenenadas, afogadas e a facadas


A mulher de 30 anos que admitiu à Polícia Militar ter matado as duas filhas, de 6 e 10 anos, na área de sua casa, em Edéia, no sul de Goiás, a 129 km de Goiânia, na manhã de terça-feira (27), descreveu a polícia como executou o crime. Segundo o delegado Daniel Moura, ao ser presa em uma mata, Izadora Alves de Faria afirmou que envenenou, afogou e depois deu uma facada na filha caçula, Maria Alice, e outra na primogênita, Lavínia.


O delegado disse ao Metrópoles que na casa havia um frasco de veneno para rato aberto e outro fechado, uma caixa d’água cheia com uma extensão elétrica ligada dentro, como se a acusada tivesse a intenção de eletrocutar as filhas. A mulher não disse a motivação do crime ao ser presa.

23 visualizações0 comentário
bottom of page