Justiça solta Samurai e membros do DMP em Itabuna



Mais uma vez, a sociedade Itabunense fica indignada com decisões absurdas do nosso judiciário local. Desta vez, os magistrados beneficiaram perigosos membros da facção criminosa DMP, que foram presos na última quarta-feira (28), nas proximidades do presídio dentro de um táxi com forte armamento. Entre eles, estava o perigoso traficante Alan Rolinson (Alan Samurai), beneficiado no saidão de Dia das Mães. Seus seguranças do crime estavam fazendo sua escolta armada. A polícia recebeu denúncias e foi averiguar a procedência dos fatos, fazendo o flagrante, mas na noite de sexta-feira (30), todo trabalho de investigação foi por água abaixo, pois um juíz beneficiou todos os marginais detidos com a liberdade. Vamos aos nomes dos vagabundos soltos: Traficante Alan Samurai, detido com uma pistola .40 com 9 munições; Felipe Ventura, flagrado com uma pistola .40 com 8 munições; Gabriel Alves, preso com um revólver Taurus calibre 38 com 6 munições e Mateus Marques, que estava desarmado. O taxista não teve o nome divulgado. Vale lembrar que o traficante Samurai tem uma vasta ficha criminal. Em 2017, ele foi preso com o finado Chuck. Em 2018, foi flagrado por câmeras espancando um idoso em um assalto no centro da cidade. Em 2020, foi preso, após dar guarita em sua casa, no Novo São Caetano, para comparsas que tinham trocado tiros com a Polícia Militar no Sarinha. Aí fica a pergunta: qual o critério usado para beneficiar os marginais na cidade de Itabuna?

1,385 visualizações0 comentário