Itabela-Ba: 40 Casos de Malária acendem preocupação com surto




Ao menos 40 casos de malária já foram confirmados em Itabela, no sul da Bahia, o que é considerado um surto. Para evitar que se torne uma epidemia, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) montou um laboratório na cidade e está usando inseticida para combater o mosquito transmissor. A coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Sesab, Ana Cláudia Nunes, explica quais ações estão sendo feitas, além da aplicação do inseticida para conter o vetor. "A malária é uma doença de notificação compulsória e ela pode aumentar esse surto. Então, para evitar que haja uma epidemia da doença, a gente encaminhou dois técnicos da Vigilância Epidemiológica do estado para fazer as ações junto ao município e junto à regional: o controle do vetor, o reconhecimento geográfico, educação continuada para os profissionais de saúde e para a população, fazer todos os alertas necessários", explica. Ana Cláudia diz ainda que a equipe vai a campo e faz o reconhecimento geográfico da situação. "A gente já fez a marcação com ponto de GPS de todas as casas que foram infestadas, já chegou na Bahia o inseticida que a gente utiliza para fazer a borrifação nessas casas que foram acometidas", conta. O primeiro de malária caso registrado no sul da Bahia foi de uma pessoa chegou à Bahia contaminada no estado amazonense.

Fonte: G1 Bahia publicado dia 09/07

11 visualizações0 comentário