Ilhéus-BA: Vítima foi obrigada a ajoelhar-se antes de morrer



Tiago Santos Silveira, 27 anos, funcionário da empresa Aliança, que presta serviço a Joanes, foi assassinado com diversos tiros à queima-roupa, no bairro Teotônio Vilela, em Ilhéus, na madrigada desta segunda-feira (7). Tiago foi morto com requintes de crueldade. Moradores, que pediram sigilo em suas identidades, relataram que, a vítima foi colocada de joelho no meio da rua e, em seguida, os criminosos passaram a efetuar uma sequência de vários tiros, com possível caracterização de execução. Tiago é apontado pela polícia de tentar matar a ex-mulher na manhã do último dia 1º, na travessa Maria Luiza, bairro do Iguape, por não aceitar o fim do relacionamento, desferindo-lhe o capacete na cabeça, pegando 12 pontos. O corpo de Tiago foi removido para o Departamento de Polícia Técnica para necrópsia, após a família reconhecer o corpo ainda na cena do crime. O fato será investigado pela equipe do Núcleo de Homicídios de Ilhéus, comandado pelo nobre delegado Helder Carvalhal. (Fábio Roberto)

70 visualizações0 comentário