Governador decreta luto de três dias por morte de Fernando Gomes




A morte do ex-prefeito de Itabuna, cidade do sul da Bahia, Fernando Gomes (veja aqui), aos 83 anos, casou comoção no meio político. Em edição suplementar do Diário Oficial do Estado da Bahia publicado no domingo (24) o governador Rui Costa decretou luto oficial por três dias, em sinal de pesar pelo falecimento do gestor. O prefeito de Itabuna, Augusto Castro, também decretou luto por três dias na cidade.



O pré-candidato a governador, ACM Neto(União), lamentou a morte do político. “Fernando Gomes, sem dúvida, foi uma das maiores lideranças de toda a região sul da Bahia. Prefeito por cinco vezes, deixou sua marca em Itabuna com muitas obras que contribuíram para mudar o perfil da cidade”, afirmou Neto.



Adversário do ex-prefeito de Salvador na disputa pelo Palácio de Ondina, Jerônimo Rodrigues (PT), se manifestou pelas redes sociais. "Com muito pesar, recebi a notícia do falecimento de Fernando Gomes, ex-prefeito de Itabuna. Liderança do sul do estado, Fernando foi prefeito da cidade por 5 mandatos e conquistou a admiração dos itabunenses. Que Deus conforte seus familiares e amigos neste momento", escreveu Jerônimo em seu perfil oficial no Twitter.



O político estava internado no Hospital Aliança, em Salvador, desde o dia 14 de julho, após ter uma crise hepática causada por medicamentos usados para amenizar dores na lombar. De acordo com o site Políticos do Sul da Bahia, parceiro do Bahia Notícias, nas últimas horas o ex-prefeito teve que passar por amputação em uma perna (saiba aqui).



Fernando ficou conhecido nacionalmente após dizer, em 2020, no auge da pandemia da Covid-19, que abriria o comércio "morra quem morrer" (lembre aqui). Ele deixa viúva e seis filhos.

46 visualizações0 comentário