Filipe Ret é alvo de operação policial por suposta distribuição de maconha em festa



Filipe Ret é alvo de uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro nesta terça-feira (19), que investiga uma suposta distribuição de cigarros de maconha em uma festa na Zona Sul do Rio, realizada há cerca de um mês.



De acordo com a publicação, agentes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE-RJ) cumpriram cinco mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao cantor.



O apartamento do cantor, no Flamengo, precisou ser aberto por um chaveiro, pois estava vazio. A equipe apreendeu maconha e material para enrolar cigarros. A quantidade não foi informada.



Na última semana, Ret participou de uma live no Instagram com Anitta, onde a cantora, em defesa do amigo, pediu que o pré-candidato à presidência Lula (PT), apoiasse a legalização da maconha (veja aqui).



O cantor estava hospedado em um resort de luxo em Angra dos Reis e um mandado também foi cumprido neste hotel.



A investigação da polícia começou desde junho, na comemoração de aniversário do cantor onde, nas redes sociais, foram veiculadas imagens do que chamaram de “open beck” ou cigarro de maconha grátis. Supostamente, um balde com cigarros estaria sendo oferecido aos convidados.



“Fornecer droga, ainda que gratuitamente, é tráfico”, disse à publicação o delegado titular da DRE, delegado Marcus Amim.



Com o material apreendido, os agentes darão continuidade ao inquérito para identificar todos os envolvidos no crime em apuração.

10 visualizações0 comentário