Feira de Santana: Cães farejadores identificam skunk em bagageiro de ônibus



Um homem foi preso depois que cães farejadores indicaram a presença de drogas em uma mala no bagageiro de um ônibus que passava pela BR-116, em Feira de Santana. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 300 gramas de skunk. O produto ilícito estava envolto em plástico e com uma mistura de naftalina utilizada para disfarçar o odor da droga. A ação ocorreu na noite desta quinta-feira (24). O ônibus partiu de São Paulo (SP) com destino a Natal (RN). O homem dono da bagagem com a droga tem 28 anos e informou que mora em Boca da Mata, no estado de Alagoas. Segundo ele, a droga seria para consumo próprio. O passageiro foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Polícia Judiciária, pelo crime previsto no art. 33 da Lei 11.343/2006 que tem pena prevista de 5 a 15 anos de prisão. O skunk é uma droga produzida em laboratório através de cruzamentos de vários tipos de maconha, chegando a ser considerada como uma “super maconha”. Segundo a PRF, por ser feita a partir da própria maconha, a droga possui os mesmos efeitos, porém potencializados: palidez, excitação, risos, depressão ou sonolência, aumento de apetite, olhos avermelhados, dilatação das pupilas e alucinações.

11 visualizações0 comentário