Com desfalques para final, Dado foca em 'três dias de avaliação' para montar o Bahia





Após enfrentar o Independiente, o Bahia agora foca na decisão da Copa do Nordeste no próximo sábado (8), às 16h, contra o Ceará na Arena Castelão. Para esse jogo, o Bahia vai ter problemas com desfalques. O zagueiro Luiz Otávio, o lateral-direito Nino Paraíba e o volante Patrick estão suspensos.

Visando a partida, o técnico Dado Cavalcanti, logo após o empate pela Sul-Americana, começou a projetar o que deve fazer e falou em "três dias de avaliação" para fazer escolhas. É possível que Lucas Fonseca, Renan Guedes e Matheus Galdezani sejam os substitutos diretos.

"Temos uma condição de buscar um equilíbrio e fazer com que nossa equipe seja mais confiante e isso implica em manter a forma de jogar, escalação... Qualquer jogador que faz trocas porque o jogador erra não vai ter elenco. O Lucas tá se recuperando, está apto, dificilmente vai jogar 90 minutos ainda. O Luiz está suspenso. Vou aguardar, tem três dias de avaliação para ver qual será a nossa formação no elenco de sábado", disse.

O comandante tricolor voltou a exaltar o elenco que tem à disposição e explicou as mudanças que fez jogo contra o Rei de Copas no estádio de Pituaçu.

"Temos um grupo que vem se mostrando mais forte. No primeiro tempo tive que fazer uma troca. No segundo tempo tentei mudar o desenho do jogo, tirei um extremo que não estava levando vantagem para colocar um mais interno, que é o Thonny, um jogador de centro. A última cartada foi no tempo certo. Tirei três jogadores de dentro e posicionei dois atacantes. Isso é timing. Se entrassem antes, poderia surtir um novo efeito. Mas não acho que as trocas vieram em momentos ruins", pontuou.

Para ficar com a taça do Nordestão, o Bahia precisa vencer por dois gols de diferença, já que perdeu o primeiro jogo por 1 a 0. Em caso de resultado a favor com margem de apenas um tento, a decisão vai para os pênaltis.