top of page

Chef da "carne de ouro" é banido de evento internacional após polêmica na Copa do Mundo do Catar




A Copa do Mundo do Catar foi marcada por diversas polêmicas fora dos gramados, como a discriminação contra os LGBTQIA+, acusações de corrupção e operários em situação análoga à escravidão. Outro episódio que chamou atenção negativamente envolveu Salt Bae, conhecido como o chef da "carne de ouro".

Após a final do Mundial, o chef apareceu no gramado, pediu fotos com os jogadores e segurou a taça conquistada pela Argentina. Depois da repercussão negativa do assunto, a Fifa estuda proibir Salt Bae de comparecer aos jogos da próxima Copa do Mundo, que terá três sedes: Estados Unidos, México e Canadá.


Além disso, o U.S Open, torneio esportivo de tênis norte-americano, também foi outro evento a proibir a presença do chef turco. Durante o torneio no Catar, alguns atletas da Seleção Brasileira foram ao restaurante de Salt Bae e comeram um bife folheado à ouro, que foi alvo de polêmica nas redes sociais.

24 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page