Avião de pequeno porte que caiu em fazenda de Nelson Piquet, no DF, trazia família de produtor rural



O avião de pequeno porte que caiu na manhã desta segunda-feira (31), no Aeródromo Nelson Piquet, em Brasília, transportava o dono da aeronave e a família dele, que haviam saído do município de Luis Eduardo Magalhães (BA). Além do piloto (que não teve o nome revelado), havia quatro pessoas a bordo: Renato Joner, produtor rural e dono da aeronave; Renata Andrea Joner, filha do produtor rural; Thiago Parry, marido da Renata; e a bebê de 2 meses, filha do casal e neta do produtor rural

À TV Globo, Renato Joner disse que todos passam bem, apesar de estarem muito abalados com o acidente. O avião, fabricado em 2010, tinha licença para fazer serviços aéreos privados com transporte de até cinco passageiros.


O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticas (Cenipa), do Comando da Aeronáutica, vai investigar a queda da aeronave. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o monomotor estava em situação regular e com certificado válido até setembro deste ano.

O acidente foi por volta das 9h30, em uma pista que fica em uma fazenda do ex-piloto de Fórmula 1, na região do Jardim Botânico. O piloto informou aos bombeiros que a aeronave recebeu uma rajada de vento lateral, em baixa altitude, que a fez cair.

8 visualizações0 comentário