top of page

Augustão denuncia indícios de irregularidades na Sutram de Ilhéus e propõe criação de CEI




O vereador Carlos Augusto (Augustão) denunciou na tarde desta terça-feira(28), no plenário da Câmara de Ilhéus, uma série de indícios de irregularidades praticadas pela Autarquia de Transporte e Trânsito(Sutram) e propôs a criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar os fatos.

Na lista de possíveis irregularidades estão desde os indícios de desvios de recursos, sucateamento das instalações da base de operação dos agentes de trânsito, contratos irregulares com empresas fantasmas, sucateamento das motos e bicicletas utilizadas pelos agentes, possibilidade de esquemas com empresas de guinchos e até mesmo a existência de servidores que podem ser fantasmas.

Quanto aos contratos, Augustão informou sobre a existência de uma licitação de mais de quatro milhões de reais para aquisição de semáforos modernos, quando na verdade o que se observa em Ilhéus são equipamentos destruídos e sem funcionamento. Também citou a pintura de uma ciclovia no bairro da Barra, que custou milhares de reais, mas feita de forma errada e apagada também de maneira inadequada.

E os indícios não param por aí. Ele também citou a possibilidade de um contrato irregular de locação do veículo utilizado pela Sutram e a destruição das motos e bicicletas. Das 12 motos da Sutram, adquiridas ainda pelo governo anterior, somente três estão funcionando. São ao todo 89 agentes de trânsito que trabalham com três motos e um carro locado.

Já os agentes trabalham com uniformes muitas vezes rasgados, botas furadas e sem os equipamentos de proteção individual. Até mesmo os capacetes de proteção são adquiridos pelos próprios agentes de trânsito.

Para apurar as denúncias, Augustão propôs a criação de uma Comissão Especial de Inquérito, conforme prevê o artigo 47 do Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Ilhéus, onde os acusados serão ouvidos e os indícios de irregularidades apurados.

Também estará apresentando na Câmara de Vereadores um requerimento convocando os coordenadores de trânsito para que possam explicar a situação, bem como os proprietários das empresas de guincho, os proprietários da locadora do veículo da Sutram e os servidores que aparecem na folha de pagamento, mas que não foram encontrados em seus locais de trabalho, para que possam explicar onde estão atuando e os horários de serviço.

Texto e fotos: assessoria de comunicação Vereador Augustão.


fonte: Fabio Roberto Noticias

13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page