quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

PM da Bahia pode entrar em greve em 2014

O presidente da Associação dos Praças de Salvador (Aspra), Marcos Prisco, falou nesta quarta-feira (4), sobre a possibilidade da Polícia Militar da Bahia entrar em greve no ano de 2014. Ele criticou as condições de trabalho dos policiais militares do estado.

Prisco afirmou que a possibilidade de greve está ligada à falta de diálogo do governo federal, que não tem canal de comunicação aberto com a categoria.

Entre os principais problemas enfrentados pelos profissionais estão a falta de Plano de Carreira, remuneração inadequada e a escala exorbitante devido a falta de efetivo. Prisco acredita que todos esses fatores impossibilitam o melhor desenvolvimento do trabalho.

"Esperamos que o que está na mesa saia do papel, por que os policiais militares da Bahia infelizmente não confiam no governador, devido a toda promessa durante o período da campanha eleitoral, como pagamento da URV e valorização salarial, que não ocorreu", ressaltou Prisco.

Itabuna

Na última greve da PM, em 2012, Itabuna enfrentou um verdadeiro caos. A cidade, que já é considerada violenta, teve número alto de mortes, além de diversos crimes de furtos e roubos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário