segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Homicídio no bairro Fonseca


Uma sequência de assassinatos nos últimos dias tem chamado a atenção da polícia de Itabuna, que registrou, recentemente, uma redução significativa no número de homicídios. Coincidência ou não, a violência voltou a crescer logo após a divulgação da notícia, dada pelo coordenador da polícia Civil, Evy Paternostro.

O crime mais recente aconteceu na noite de ontem (19), no bairro Fonseca. A vítima, Cleiton Júnior Matos Costa, de 19 anos, foi executada com vários tiros, quando estava na casa dos avós, na rua Antônio Fonseca.

Segundo os familiares, dois homens, que chegaram em uma moto, invadiram a residência. Enquanto um apontava uma arma para a cabeça avó do rapaz, o outro atirava em Cleiton. O jovem morreu sentado no sofá, onde estava assistindo TV.

Na fuga, os acusados, que chegaram a ser perseguidos por policiais da guarnição Águia 21, abandonaram em uma residência por onde passaram um pacote com 16 buchas de maconha.

O motivo do assassinato, de acordo com familiares, teria sido uma briga ocorrida há um ano, no mesmo bairro, palco do crime. O pivô da confusão: um cavalo.

Na época, os pais da vítima até mudaram de cidade com o filho, temendo que o pior acontecesse. Eles estavam morando em Itapé. No entanto, o ajudante de pedreiro resolveu vir a Itabuna visitar os avós, mesmo tendo sido alertado.

A família de Cleiton garante que ele não tinha nenhum envolvimento com drogas. O corpo dele será sepultado na tarde desta terça-feira, em Itapé.
 






































Nenhum comentário:

Postar um comentário