quarta-feira, 25 de julho de 2012

Polícia desarticula quadrilha na BA e ES


Uma série de prisões e uma cadeia de crimes elucidados. Este foi o resultado da Operação “Brasilis”, desencadeada na Região Sul da Bahia pela Polícia Civil de Itabuna, sob o comando do coordenador Regional da 6ª Coorpin, o delegado Moisés Damasceno.

A operação que ainda resultou na apreensão de oito armas de fogo foi realizada durante vários meses com o apoio do Centro de Operações Especiais (COE), da Polícia Civil de Linhares, no Espírito Santo, e também da Polícia Militar do município de Governador Lindenberg (ES).

Informações apuradas pelo Portal Sul da Bahia, através do repórter Oziel Aragão, da Rádio Difusora, dão conta de que a quadrilha de pistoleiros era especializada na prática de assassinatos tendo diversas motivações, entre elas, política, vingança e tráfico de drogas.
Os crimes em sua maioria, aconteceram nas cidades de Camacan e Pau Brasil, na Bahia, e Vitória, no Espírito Santo.


Prisões
Na operação foram presos os pistoleiros: Olvídio Santos Sampaio, preso pela Polícia Militar de Camacan; Reginaldo Amaral Santos, preso pela Polícia Civil de Porto Seguro; Wesley Serafim, detido no município de Governador Lindenberg (ES) e Reverson de Jesus Sampaio, preso em Linhares (ES).
Já os mandantes dos crimes, segundo informações policiais, os empresários Marcos Rocha dos Santos, do município de Pau Brasil, e Edvan Ribeiro Santana, dono de um supermercado na cidade de Camacan, e cuja mulher foi uma das vítimas da quadrilha – Kátia Cristina dos Santos.

Vítimas
O saldo de assassinatos praticados pela quadrilha chega a dez: Arnaldo Cardoso da Silva, morto na cidade de Santa Luzia; Anilton Teófilo da Silva, assassinado na localidade de Pau Feio, município de Camacan; Adinailton Miranda, executado no distrito de Jacarecy, município de Camacan; Alzenir Nery dos Santos, morto na cidade de Santa Luzia; Joaldo Santana, conhecido como Raimundo e morto em Santa Luzia; Nailton Santos dos Anjos, morto também em Santa Luzia; Mário César Oliveira; Kátia Cristina dos Santos, assassinada em frente a igreja Assembleia de Deus em Camacan; Edilson Rodrigues da Silva, o Dito, morto dentro de um ônibus em Itapebi, e por fim o vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Pau Brasil, Walderlins Pinheiro Matos.



   Moisés Damasceno e Lúcio Serra comemoram.


Nenhum comentário:

Postar um comentário