terça-feira, 5 de julho de 2011

Órgãos de bebê morto em hospital serão levados para Salvador

O corpo do bebê morto no último dia 27, no Hospital Manoel Novaes, permanece no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna. A demora acontece por conta do impasse que envolve a causa da morte do menino, registrado como José.  Por conta de informações divergentes, os órgãos do menino foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Salvador. Um novo laudo só deve ser emitido em 15 dias, para então o corpo ser liberado e a família possa enterrar a criança. Se o corpo fosse liberado, talvez fosse necessário exumá-lo mais tarde para uma perícia.
O Hospital declarou que o bebê era natimorto (morreu antes do parto), mas de acordo com o laudo do Hospital a criança respirou, o que indica que ela morreu após o parto. Além disso, os pais tem dúvidas sobre o nascimento da criança, como por exemplo, o fato do parto ter sido realizado 50 minutos depois de a equipe médica ter percebido que o coração do menino não estava batendo. Outro questionamento é o motivo para o corpo de José ter apresentado uma perfuração na cabeça.
A médica Nájla Godói, e duas enfermeiras, foram ouvidas pela polícia. Mas a família alega que uma das enfermeiras que prestou depoimento não participou do procedimento médico.(por radar noticias) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário